Make your own free website on Tripod.com
Lendas de Leiria

A MOEDA DE PRATA

Era uma vez... estava-se a 14 de Outubro do ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1605. Ali para os lados de São Silvestre, da freguesia de Colmeias, vivia um velhinho, chamado Henrique Dias, com a sua filha, uma moça casadoira, que se sentia muito doente.

Volta e meia começava ela a rebolar-se no chão, com muitas dores.

Naquele dia, já o sol era nado, teve um ataque que a fez estrebuchar longamente, pois tinha, como dizia o povo, o diabo no corpo.

Alguns vizinhos, condoídos da triste sorte da rapariga, que viam tão dorida e lacrimosa, levaram-na á igreja para que Nossa Senhora da Pena lhe valesse.

Era a hora da Santa Missa e a igreja estava cheia de fiéis. A moça foi levada até próximo do altar e, olhando para a imagem de Nossa Senhora, logo teve um afrontamento e quando estava quase a desmaiar teve um vómito mais violento e expeliu, pela boca, uma moeda de prata, de vintém.

A rapariga de pronto se endireitou e, sentindo-se curada, rezou a Nossa Senhora com tanta devoção como até então nunca fizera.

(in Anais do Município de Leiria, João Cabral)

Leiria, Lendas e Histórias

Questions or Comments Please E-mail: Webmaster
Copyright © 2000 Albri Software Designer. All rights reserved.