Make your own free website on Tripod.com

Ermidas

A Ermida de São Sebastião de Porto Covo situava-se nas proximidades do Arrabalde da Ponte, mas na margem esquerda do rio, ignorando-se no entanto a sua situação exacta.

Como a próxima Ermida de Santo André estava em terras baixas alagadas pelas enchentes do Rio, talvez já estivesse arruinada pois não possui confraria. Em 1721 desaparecera completamente. De notar que na Igreja de Santiago, que não ficava longe, havia uma imagem, a de São Sebastião. Diz-se que as imagens desta Ermida passaram com as de Santo André para a paróquia de Santiago. Teremos que admitir que, por esse tempo, já a Ermida fora abandonada. A planta de 1809 mostra ainda as Ermidas de Nossa Senhora da Paz, São Salvador e São João.

A primeira ficava ao cimo da actual Travessa da Paz e dela não há vestígios. Talvez lhe tenham pertencido as grandes pedras que servem de soleira e de degrau da casa que se ergue nesse sítio.

A Capela de São Salvador ficava na actual Rua Padre António e foi construida no século XVIII, à custa de Gaspar Dias Ramalho e nela se celebrou missa pela primeira vez em Setembro de 1640. A de São João era na estrada que pass junto da encosta do castelo, onde existiram os calabouços da PSP. Diz-se que a fez o mestre escola João Galvão Botelho, junto às casas que possuía além da Torre dos Sinos. Teve licença para nela dizer missa no ano de 1638.

Há ainda referências às Ermidas de Nossa Senhora da Conceição e de São Sebastião. A primeira era de António Vaz de Castelo Branco, o genealogista do século XVIIII. Nas notas de um velho manuscrito é possível que o autor confundisse esta Capela com a de Nossa Senhora da Paz, da qual já fizemos referência. Quanto à de São Sebastião, diz-se que houve confusão com a Ermida de São João.

Basílio Artur Pereira

Igrejas de Leiria

Questions or Comments Please E-mail: Webmaster
Copyright © 2000 Albri Software Designer. All rights reserved.