Make your own free website on Tripod.com
História de Leiria

CASTELO E A SUA HISTÓRIA

A sua construção, iniciada por D. Afonso Henriques no Inverno de 1135, tinha como finalidade" defender as terras conquistadas e servir de base a novos cometimentos".

Sequeira opina que D. Afonso Henriques terá erguido o castelo aproveitando a existência" de uma atalaia muçulmana na penha rochosa entre o Lis e o Lena e perto da confluência dos dois rios".

Esta opinião é respeitável. Sendo o próprio penhasco, pela sua situação e configuração, um óptimo ponto de vigia, não repugna que os mouros tenham feito dele um ponto de observação habitual, talvez até com algumas instalações de permanência. Mas a fortificação desse ponto de observação em ordem à protecção das terras conquistadas e ao apoio a novas conquistas como Santarém e Lisboa, deve-se a D. Afonso Henriques.

Feita a fortaleza, dotou-a de forte guarnição e nomeou seu primeiro alcaide D. Paio Guterres, seu companheiro de armas.

Mas o inimigo rondava pelas imediações e não sofria de bom grado ser escorraçado para Sul. E pouco depois, o castelo é tomado pelos mouros, que chacinam toda a guarnição com o seu alcaide.

Corre D. Afonso Henriques em socorro de Leiria, pedra importante da sua estratégia de avanço sobre Santarém, e reconquista o castelo, reconstrói-o, bem como à incipiente povoação, e concede-lhe o primeiro foral em 1 de Maio de 1142.

Mas a posse deste ponto estratégico não foi nada pacífica. Há quem defenda que o castelo de Leiria foi conquistado três vezes pelos mouros: em 1137, em 1140 e, por fim, em 1195.

Há ainda quem defenda que a batalha de Ourique se deu como represália do ataque dos mouros ao castelo de Leiria.

Retomado o castelo, D. Afonso Henriques, aproveitando certas candições propícias, decidiu, como meio mais rápido de se libertar dos ataques frequentes dos mouros a Leiria, atacá-los na sua própria capital, a Andalúzia. Os dois exércitos encontram-se perto do castelo de Ourique, Beja, donde saiu derrotada a "densa turba árabe".

Sabemos que, em 13 de Abril de 1195, D. Sancho I reconquista definitivamente Leiria aos mouros, que a haviam tomado no início desse ano. Ainda D. Sancho I concede á cidade o segundo foral, facilitando e promovendo o seu povoamento, cercando com muralhas todo o casario em volta.

Em 1324, D. Dinis "rebustece-o com uma torre - a de menagem -, com 17 metros de altura, e adapta-o a palácio, o que terá levado a obras de vulto.

Em 2 de Abril de 1354, D. Fernando manda reparar as muralhas, supondo-se que, nesta data, Leiria se começou a espalhar definitivamente para fora das muralhas, espreguiçando-se encosta abaixo até às águas do bucólico Lis.

D. João I empreendeu também obras de restauro no castelo.

Em 1 de Maio de 1510, D. Manuel I concede a Leiria o terceiro foral.

(in Alerta, Leiria, do Corpo Nacional de Escutas, Sé de Leiria)

Questions or Comments Please E-mail: Webmaster
Copyright © 2000 Albri Software Designer. All rights reserved.